É já amanhã!

 

“Alémfado” resulta da encomenda feita pelo pianista João Vasco e pelo Museu do Fado a oito músicos portugueses do universo do Jazz e da música erudita/contemporânea. O desafio proposto foi o de recriar, para piano solo, uma compilação de fados retirados do grande repertório deste género e duas obras para guitarra portuguesa de Carlos Paredes. Ao músico e compositor Mário Laginha propôs-se ainda a criação de um fado original. Após apresentações em Portugal, Brasil e Alemanha, e em sintonia com o carácter de transversalidade que alicerça este conceito desde a sua génese, sugerimos agora a ampliação deste “olhar contemporâneo” sobre o Fado através da imagem. O recital é agora acompanhado pela projecção de um vídeo com imagens de Lisboa, desvendando a beleza que o seu semblante mais nostálgico encerra e redescobrindo os bairros mais típicos da cidade, cuja história se confunde com a própria história do Fado.

 

Já apresentado, total ou parcialmente, em Portugal, França, Alemanha e Brasil, “Alémfado” teve o patrocínio exclusivo do Museu do Fado, onde foi estreado em 2010.Cremos que a (porventura) ousadia de recriar obras musicais de estilo tão forte e vincado, dotando-as de um carácter conceptual, processual e interpretativo próprio dos universos do jazz e da música erudita/contemporânea e ilustrando-as com as cores de Lisboa, poderá representar mais um passo no sentido da transversalidade artística plena, sem dúvida valência maior no desenvolvimento cultural das próximas décadas.

 

Obras de: João Madureira, Vasco Mendonça, Pedro Faria Gomes, Ruben Alves, Eduardo Jordão, Ian Mikirtoumov, Mário Laginha

ALEMFADO LX BRX div